Primeiramente, o xylitol não é um adoçante artificial como o aspartame e a sacarina. O xylitol é um adoçante natural encontrado nas fibras de vários vegetais como ameixa, milho, framboesa, entre outro.

Há cerca de 20 anos, já e muito utilizado para adoçar goma de mascar, devido sua propriedade de adoçante e de, ao mesmo tempo, evitar cáries, mas hoje em dia, esta sendo muito usado também para adoçar alimentos e bebidas com o objetivo de substituir o açúcar.

No entanto, a pergunta é : é modinha ou realmente vale a pena? Respondendo diretamente: sim, vale a pena!

O xylitol tem praticamente a mesma propriedade de adoçar que o açúcar, e possui 40% menos calorias do que ele. Além de ser mais magro, o xilitol não depende da insulina para ser digerido, sendo uma ótima alternativa de adoçante para os diabéticos. E o mais interessante, cerca de dois terços do xilitol ingerido são metabolizados por bactérias intestinais que exercem efeito prebiótico, diminuindo o nível de glicemia, colesterol e triglicerídeos, o que diminui o risco de diversas doenças metabólicas.

Gostou do conteúdo? Todas essa informações foram encontradas no artigo: Xylitol: A Review on Bioproduction, Application, Health Benefits, and Related Safety Issues da revista Critical Reviews in FoodScienceand Nutrition de 2015.