Você já reparou que a chegada do frio no inverno é quase sempre acompanhada por um aumento do nosso apetite? É comum sentirmos que a fome cresce nessa época do ano e diminui no verão. Além disso, com o frio, parece que temos vontade de comer alimentos mais calóricos e gordurosos, não é mesmo? Quem trocaria, no inverno, um fondue de carne, queijo ou chocolate por uma saladinha com arroz integral e um grelhado? Realmente é uma troca difícil.

Essas sensações podem, em parte, ser explicadas pela ciência. No inverno nosso corpo gasta mais energia para manter a temperatura estável e, para compensar essa perda energética, precisamos consumir mais calorias. Porém, se não tomarmos cuidado, corremos o risco de exagerar e, como consequência, terminar o inverno com alguns quilinhos extras e os exames de colesterol alterados.

Isso foi o que mostrou um estudo realizado em Campinas (SP), que acompanhou 227 mil indivíduos, entre 2008 e 2010. Os pesquisadores verificaram que os níveis de colesterol “ruim” (LDL) aumentavam significativamente no inverno e diminuíam no verão. Entre as possíveis explicações para esse fato estão que, no inverno, ocorre: 1. A mudança dos hábitos alimentares, com um aumento do consumo de alimentos gordurosos que podem elevar o colesterol “ruim”; 2. A diminuição da prática de atividade física, já que no frio as pessoas tendem a se exercitar menos; 3. A diminuição da exposição ao sol, que diminui os níveis de Vitamina D, podendo afetar indiretamente os níveis de colesterol. Todos esses comportamentos acabam se enquadrando como fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e diabetes.

Para evitar esses problemas relacionados à chegada do inverno devemos tomar alguns cuidados especiais. Várias estratégias podem ser utilizadas para se sair bem na estação mais fria do ano.

Confira aqui 5 DICAS PRÁTICAS que irão te ajudar:

1- Se está difícil comer aquela salada fria, que é tão apetitosa no verão, experimente preparar sopas com legumes e verduras cozidos, evitando, é claro, a adição de ingredientes gordurosos como creme de leite.

2- Com a fruta o raciocínio é parecido. Se a forma crua não está agradando, uma boa alternativa é cozinhá-las no micro-ondas ou no vapor, e consumi-las quentinhas.

3- Quando optar por uma bebida apenas para se esquentar, prefira chás ao invés de chocolate quente.

4- Para acompanhar o lanche, uma boa opção é aproveitar as bebidas à base de colágeno. Por serem ricas em proteínas, elas prolongam a sensação de saciedade, podendo contribuir para o controle do peso. Essa opção ficou ainda melhor, com o lançamento de versões mais cremosas desenvolvidas para serem consumidas quentes.

5- Não deixe o inverno atrapalhar a sua prática de atividades físicas. Elas são ótimas para o controle do peso, para a saúde em geral e, ainda, ajudam a esquentar o corpo nessa época mais fria.