Se você leu nosso texto sobre o colágeno hidrolisado, já sabe que ele é uma proteína presente no organismo humano. A função dela é dar firmeza e elasticidade à pele – o que reflete na aparência do nosso rosto, nas celulites e até mesmo nos cabelos e unhas. Com o tempo, a produção do colágeno diminui, e é quando surgem os primeiros sinais de flacidez.

O que talvez você não saiba é que alguns hábitos do dia a dia aceleram essa queda na produção, além de destruir as fibras de colágeno já existentes. Uma alimentação rica em açúcares e a exposição ao sol sem proteção, por exemplo, são alguns deles.

Outro fator nocivo é o tabagismo. Homens e mulheres que fumam normalmente têm uma pele mais envelhecida e com manchas, quando comparado aos não-fumantes. Por conta dos itens listados acima, é importante manter uma alimentação equilibrada, não esquecer o protetor solar e fugir do cigarro.

Se você já percebeu que a produção de colágeno diminuiu, talvez seja o caso de optar pela suplementação. Hoje existem no mercado alimentos e bebidas enriquecidos com essa proteína, mas é preciso ter cuidado na escolha. Nem todos contam com a quantidade necessária para suprir as necessidades do corpo.

Segundo estudos, o ideal é consumir de 8 g a 10 g de peptídeos de colágeno por dia. Outro ponto importante antes de escolher seu suplemento é saber se ele fornece os nutrientes responsáveis pela síntese da proteína no organismo (caso da vitamina C, por exemplo).

Além de seguir as dicas acima, é importante consultar um médico ou nutricionista. Esse profissional irá atestar a real necessidade do consumo do colágeno. E, mesmo assim, é importante manter uma rotina com hábitos equilibrados para ter sempre pele, cabelos e unhas saudáveis!