Um estudo com duração de 5,7 anos demonstrou que o consumo de chá verde está associado a uma menor incidência de demência. Participaram da pesquisa 13.645 voluntários, dos quais 6.030 homens (44,2%) e 7.615 mulheres (55,8%), com faixa etária média de 73,8 anos. A frequência de consumo de chá verde, oolong e preto foi obtida através de questionário diário. Durante o período experimental, a incidência de demência foi de 8,7% (1.186 indivíduos), sendo o número de casos da doença menor nos indivíduos que consumiram maiores volumes de chá verde (≤ 5 copos) em relação aos indivíduos com baixa  ingestão (≤ 1 copo). A mesma relação não foi observada para os demais chás avaliados. Segundo os autores, os resultados deste trabalho evidenciam que o consumo frequente de chá verde pode auxiliar na prevenção da demência em idosos.

Referência: Tomata, Y. et al. Green Tea Consumption and the Risk of Incident Dementia in Elderly Japanese : The Ohsaki Cohort 2006 Study. The American Journal of Geriatric Psychiatry, v. 24, n. 10, p. 881–889, 2016.