Quando os termômetros estão nas alturas, o índice de radiação solar é maior. Como não é possível deixar de sair de casa ou de praticar atividades ao ar livre, é importante proteger a pele de tamanha exposição. Além de garantir uma aparência saudável, também prevenimos doenças.

O protetor solar continua sendo o melhor aliado contra o sol. A aplicação deve ser feita 30 minutos antes da exposição, replicada a cada três horas. Se você entrar na água ou transpirar, esse período diminui. Abuse também dos chapéus e roupas leves – eles são capazes de reter aproximadamente 90% da radiação UV.

No verão nós observamos um aumento de doenças de pele, especialmente da micose. A melhor forma de se proteger é mantendo hábitos como secar bem todo o corpo após o banho e evitar andar descalço. Manter-se hidratado também é importante – logo, não se esqueça de beber muita água.

Alimentação para proteger a pele dos efeitos do sol

A água de coco e os sucos de fruta naturais (sem açúcar) também podem fazer parte da dieta. A hidratação correta proporcionará uma pele mais macia e elástica. Alguns alimentos também podem ajudar a proteger a pele dos raios UV, prevenindo assim o fotoenvelhecimento. Entre eles, estão os vegetais amarelo-alaranjados (cenoura, abóbora, mamão, manga, batata doce etc.), todos ricos em betacaroteno.

Nos dias mais quentes também vale contar com a presença das frutas (de preferência com casca), hortaliças e cereais integrais. Todos são fontes de fibras, essenciais para o bom funcionamento do intestino e também para a saúde e beleza da pele.

Dessa maneira é possível se proteger do sol sem deixar de curtir o melhor que ele tem a oferecer!